domingo, 2 de maio de 2010

QUEIMA DAS FITAS

Oi ,meninas eu tenho um filho estudando numa Universidade da cidade do Porto por motivo de segurança, não vou citar aqui o nome,
A Queima das Fitas do Porto em 2010 decorre entre os dias 2 e 9 de Maio no Queimódromo, no Parque da Cidade. Haverá barraquinhas, com os comes e os bebes, e muitos concertos. A abrir, o grupo vencedor do VIII Concurso de Bandas de garagens promovido pela federação Académica

A tarde de terça-feira representa para muitos o inicio ou culminar de um percurso académico, feito de vivências que irão para sempre ser relembradas. Várias artérias da cidade ficam literalmente entupidas para receber e ver os cerca de cinquenta mil estudantes que dão cor e alegria à baixa portuense. Esta actividade conta, a nível organizativo, com a grande colaboração da FAP e dos órgãos académicos da cidade, representados pelo magnun concilium veteranorum da Academia.È como se fosse um carnaval fora de época ,neste desfile os caloiros ,ja vão vestidos com o traje academico ,depois mostro pra voçês o meu filho.agora vou falar pra voçês sobre  a história da queima das fitas, pois pessoas que não vivem aqui desconhecem.
A história da Queima das Fitas no Porto não é muito mais recente que a de Coimbra, que se iniciou em
1919, pois já em 1920, os finalistas de Medicina da Universidade do Porto faziam a chamada “Festa da
Pasta”, que é considerada a origem da Queima das Fitas do Porto.
A “Festa da Pasta” era um evento, com um grande espírito académico, que comemorava a passagem da
pasta dos estudantes que estavam a terminar o seu curso, os quintanistas, aos que entravam na recta final, os
quartanistas. Juntamente com a passagem da pasta era imposto o grelo aos quartanistas. Ao longo dos anos
a “Festa da Pasta” foi-se difundindo pelas diversas faculdades da Universidade do Porto, sendo que cada
faculdade tinha a sua própria festa. As diversas “Festa da Pasta” realizaram-se ininterruptamente até 1943,
ano a partir do qual passou a haver uma só para todas as faculdades.
Nesse mesmo ano de 1943, começou-se a usar o nome de Queima das Fitas, paralelamente ao de “Festa da Pasta”, tendo-se realizado no ano seguinte, em 1944, ainda integrado nestas comemorações, a primeira Missa da Benção das Pastas, na Igreja dos Clérigos.

Em 1945, a expressão “Festa da Pasta” é abandonada totalmente e é a partir desta data que passa a existir a “Queima das Fitas do Porto”, que resulta da já explicada evolução da “Festa da Pasta”. Até 1971, de uma forma natural, a “Queima das Fitas do Porto” vai evoluindo. Em Coimbra a Queima realiza-se até em 1968, desaparecendo em 1969 no seguimento de todas as convulsões políticas de então. No Porto, a Queima das Fitas só se deixa de realizar a partir de 1971.

Em 1978 a Queima das Fitas ressurge no Porto, com a designação de Mini-Queima e consistiu num cortejo, o que gerou alguma polémica e contestação em vários quadrantes da sociedade por considerarem que esta era uma iniciativa reaccionária. No ano seguinte, em 1979, foi feita uma tentativa mais alargada de organização de Queima das Fitas, tendo havido duas comissões organizadoras. No entanto, só uma delas teve sucesso.

A partir daí a Queima das Fitas do Porto começou a tomar os moldes que actualmente conhecemos, com inúmeras actividades desde a Serenata, ao Cortejo, passando pelas Noites, concerto Promenade, Festival Ibérico de Tunas Académicas, Sarau Cultural… Esta evolução ao longo dos últimos 20 anos fez com que a Queima das Fitas deixasse de ser uma festa restrita aos estudantes para passar a ser a segunda maior festa da cidade do Porto e a maior festa Académica do País.

Desde então, este evento tem sofrido uma progressiva mutação: deixou de ser exclusivamente uma festa restrita aos estudantes para passar a ser a segunda maior festa da cidade do Porto e a maior festa académica do país.

Actualmente, a Queima das Fitas é uma organização da Federação Académica do Porto (FAP) e movimenta cerca de 350 000 estudantes, e um elevado número de pessoas afectas à Área Metropolitana do Porto, números estes só possíveis de atingir dada a diversidade de eventos produzidos, sendo prioridade da FAP não só na quantidade de eventos mas sobretudo a qualidade dos mesmos, havendo um esforço para proporcionar bons espectáculos, a preços acessíveis, a todos os estudantes e a toda a comunidade interessada.

Assim sendo, podemos afirmar que este evento é como que uma retribuição à cidade do Porto e à Região por tudo aquilo que proporciona aos estudantes da Academia, nas suas mais variadas vertentes.

1 comentário:

Simplesmente Pat disse...

Olá, andas ocupada com a Queima das Fitas, quando puderes deixa um comentário no meu blog para que eu veja como fica, tudo de bom bjos!!!

Carlos Drumond de Andrade escreveu:

"Casa arrumada é assim:Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela.Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas...Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo:Aqui tem vida...Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar.Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha.Sofá sem mancha?Tapete sem fio puxado?Mesa sem marca de copo?Tá na cara que é casa sem festa.E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde.Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante,passaporte e vela de aniversário, tudo junto...Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda.A que está sempre pronta pros amigos, filhos...Netos, pros vizinhos...E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brincaou namora a qualquer hora do dia.Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.Arrume a sua casa todos os dias...Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela...E reconhecer nela o seu lugar."

Google+ Badge

A minha Lista de blogues