quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Em Setembro...

Acabou o Agosto e com ele as férias de inúmeras pessoas aqui em Portugal,neste mês tudo fica parado ,as
fabricas fecham,os comércios pequenos acabam por também fechar de 15 dias  a 3 semanas ,enfim  as
cidades ficam vazias e as praias lotadas è o mês mais quente.Agora já tudo passou aos poucos esta tudo
tornando-se no ritmo normal,mas partir do dia 13 de Setembro quando as escolas reabrirem,com o novo
ano escolar 2010 /2011 , vamos recomeçar a lufa-lufa diária ,pra nos adultos já se tornou uma rotina,difícil é
mesmo para nossos filhos ,os meus já estão grandes ,mas aqueles que são pequeninos a situação é bem
diferente pois as mudanças são bruscas e complexas,desejo a todos os pais e também aos estudantes em
geral que se esforcem para fazerem o melhor e que Deus de a todos nos coragem e força necessária para
enfrentar as contrariedades ,a sabedoria para compreender o que é realmente importante e a humildade
entre professores  e alunos para um ano lectivo de sucesso.
Saudamos o mês de Setembro ,e para vocês
saberem mais um pouquinho deste país trouxe  alguns provérbios.


Provérbios de Setembro


Em Agosto secam os montes e em Setembro as fontes.

Em Setembro, ardem os montes e secam as fontes.

Em Setembro, planta, colhe e cava que é mês para tudo.

Setembro a comer e a colher.

Setembro molhado, figo estragado.

Setembro ou seca as fontes ou leva as pontes.

Trinta dias tem Novembro, Abril, Junho e Setembro; de vinte e oito, só há um, e os mais têm trinta e um.

Abril, frio e molhado, enche o celeiro e farta o gado. Agosto, debulhar, Setembro, vindimar.

Corra o ano como for, haja em Agosto e Setembro calor.

Depois de toda esta conversa( espero que vocês tenham gostado de saber )  mostro o meu centro de mesa ,que eu Bordei ,fiz as bainhas abertas e o macramé ,foi feito por etapas ,já tinha começado a algum tempo (tenho muitos trabalhos começados) marquei as bainhas, tirei os fios ,alinhavei ,fiz as bainhas abertas, depois uma amiga explicou os nozinhos do macramé e agora risquei o desenho e bordei em ponto grilhão como vocês estão vendo são muitos passos e não se pode fazer com pressa,só nas horas vagas  , que não são muitas ,  porque vocês sabem que ser mãe, dona de casa e mulher cheirosinha para o marido, não é fácil tirar um tempinho para bordar só mesmo quem gosta ,pra mim é uma terapia ,não posso esta parada de papo pro ar ,acho que as minhas amigas seguidoras entendem bem desse assunto....
Tenham uma boa noite ,com um amanhecer radiante ,beijos

4 comentários:

Faniquito disse...

Oii, minha querida !!!

Ah que post legal...adorei. Nem sei por onde começo.Amei os provérbios, o bordado e é bem que nem vc di´sse: é complicado dar conta de tudo, só nós mulheres mesmo. E o legal é que todas entendemos essa situação de não saber ficar com as mãos quietas. hehehe

Beijinhos

Ana

Tina disse...

Adorei tudo
Mas...esse centro de mesa ficou ma-ra-vi-lho-so!
Parabéns amiga...voce disse que demorou né?...mas valeu viu!
beijinhos
Tina )(Sonhar e Realizar)

Vania Lucia disse...

MARA! Como se diz aqui no BRASIL. Adorei, alguns trabalho diferentes...mas fofinhos. aguardo uma visitinha sua em meu blog. Beijim

•Mara• disse...

OI MONICA COMO VAI? VIM TE CONHECER E CONVIDAR PARA UM CAFÊ QUER? BJS MARA DA BLOG SONHOSCONQUISTAS BLOGSPOT.COM

Carlos Drumond de Andrade escreveu:

"Casa arrumada é assim:Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela.Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas...Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo:Aqui tem vida...Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar.Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha.Sofá sem mancha?Tapete sem fio puxado?Mesa sem marca de copo?Tá na cara que é casa sem festa.E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde.Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante,passaporte e vela de aniversário, tudo junto...Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda.A que está sempre pronta pros amigos, filhos...Netos, pros vizinhos...E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brincaou namora a qualquer hora do dia.Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente.Arrume a sua casa todos os dias...Mas arrume de um jeito que lhe sobre tempo pra viver nela...E reconhecer nela o seu lugar."

Google+ Badge

A minha Lista de blogues